sábado, 12 de maio de 2018

Creio - Poema de Natália Correia





Creio nos anjos que andam pelo mundo,
Creio na deusa com olhos de diamantes,
Creio em amores lunares com piano ao fundo,
Creio nas lendas, nas fadas, nos atlantes;

Creio num engenho que falta mais fecundo
De harmonizar as partes dissonantes,
Creio que tudo é eterno num segundo,
Creio num céu futuro que houve dantes,

Creio nos deuses de um astral mais puro,
Na flor humilde que se encosta ao muro,
Creio na carne que enfeitiça o além,

Creio no incrível, nas coisas assombrosas,
Na ocupação do mundo pelas rosas,
Creio que o amor tem asas de ouro. amém.


Natália Correia


6 comentários:

  1. Maria, que poema mais lindo!!!
    Um poema feito oração.
    Não conhecia (e deve estar num dos livros que tenho da poeta). Amei, amiga.
    Beijo e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  2. Interesting poem...the author believes in things which mostly don't exist, which is OK, so long as the author understands that. :)

    ResponderEliminar
  3. Creo
    pues si creo en esa maravilla de creación y en ello el ser humano que es capaz de originar ,donar y compartir belleza...
    besos.

    ResponderEliminar
  4. Creio nos deuses de um astral mais puro,
    Na flor humilde que se encosta ao muro ... CRER não é fácil mas POSSÍVEL!!!bj

    ResponderEliminar
  5. Lindo! Eu também creio nos anjos! Beijinhos

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.