terça-feira, 1 de maio de 2018

Atitude - Poema de Cecília Meireles






Minha esperança perdeu seu nome...
Fechei meu sonho, para chamá-la.
A tristeza transfigurou-me
como o luar que entra numa sala.

O último passo do destino
parará sem forma funesta,
e a noite oscilará como um dourado sino
derramando flores de festa.

Meus olhos estarão sobre espelhos, pensando
nos caminhos que existem dentro das coisas transparentes.
E um campo de estrelas irá brotando
atrás das lembranças ardentes.


Cecília Meireles, in 'Viagem'


8 comentários:

  1. Poucos cantaram a tristeza, a despedida e a saudade com tanto lirismo quanto Cecília. Uma feliz semana!
    Beijinhos
    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  2. Muito bonito o poema de Cecília Meireles.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Sentido poema querida amiga ,muitos beijinhos no coração felicidades

    ResponderEliminar
  4. Lindo poema!!! Adoro Cecília Meirelles !!! Tenha uma ótima semana!!!Bjks

    ResponderEliminar
  5. Grande Cecília Meireles!
    Obrigada pela oportunidade de ler nesta manhã esta linda poesia!
    E muito obrigada pelo teu carinho com meu cantinho.
    abraço

    ResponderEliminar
  6. Que lindo! Um ótimo fim de semana!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  7. Sempre um puro fascínio, descobrir um pouco mais da obra de Cecília...
    Adorei!!! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós” (Antoine de Saint-Exupery).

Obrigado pela sua visita e pelo carinho que demonstrou, ao dispensar um pouco do seu tempo, deixando aqui no meu humilde cantinho, um pouco de si através da sua mensagem.